Mostrando postagens com marcador SATELITES. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador SATELITES. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 27 de junho de 2017

domingo, 26 de julho de 2015

POSIÇÃO de SATELITES e TPS


Creditos

 Magnum Uendell Françóia Carvalho em Freesky DO ROCK

domingo, 5 de janeiro de 2014

Em 2014 lançarão novos satélites para 30ºW, 61ºW e 70ºW, posição de Amazonas, C2 e Hispasat




Com a previsão do crescimento acelerado no mercado de tv por assinatura na América Latina em 2014, além da chegada e consolidação das novas tecnologias de imagem, e também a necessidade de transmissão dos grandes eventos esportivos que acontecerão no Brasil entre 2014 e 2016, a necessidade de espaço para a transmissão de dados e tv digital na América Latina é cada vez maior.
E as administradoras de satélite não deixaram para a última hora o lançamento de mais satélites para cobrir esta demanda.
Em 2014 as principais posições orbitais de satélites para a tv digital para o Brasil e América Latina receberão mais satélites para o reforço das transmissões nestas posições.
A posição orbital 30ºW, que atualmente conta com os satélites Hispasat 1D e Hispasat 1E receberão o reforço do satélite Hispasat 2A que terá 24 transponders em Banda KU e 3 em Banda Ka, os maiores beneficiados com este satélite serão os países de lingua espanhola, nosso vizinhos. O Hispasat 2A será lançado no final de 2014.
Já a posição 61ºW, atualmente com os satélites Amazonas 2 e Amazonas3, receberá o satélite Amazonas 4A, que também contará com 24 transponders Banda KU que deverão beneficiar a operadora Vivo/Telefônica para o Brasil e algumas operadoras em língua espanhola. O Amazonas 4A será lançado já no começo do ano.
Na posição 70ºW, onde atualmente está o principal satélite para a tv brasileira, o StarOne C2, chegará o reforço StarOne C4, que deverá dar uma turbinada na Claro TV com 48 transponders em Banda KU, o StarOne C4 será lançado no segundo semestre de 2014.

domingo, 2 de junho de 2013

Dish Network já tem satélite para o Brasil

A operadora norte americana Dish Network, que deve entrar no mercado brasileiro em breve, já tem satélite para atuar no Brasil e já está deslocando este satélite para um posição geostacionária bastante privilegiada para transmitir os seus pacotes para o nosso país.
O satélite é o Echostar 15 que estava na posição orbital 61,5°W ao lado dos satélites Amazonas e dando suporte a outros satélites da Dish Network transmitindo para a América do Norte, ele está equipado com 32 transponders Banda KU.
O Echostar 15 está sendo deslocado para a posição orbital 45°W, ao lado do satélite da sky, o Intelsat 11, uma posição centralizada no céu brasileiro que facilita bastante o apontamento do satélite nos diversos estados brasileiros. A Echostar também administrará
Ainda não existe nenhuma declaração oficial da Dish sobre o inicio de suas atividades aqui no Brasil, mas o deslocamento do Echostar 15 para testes já é um bom sinal de que em breve teremos mais uma concorrente na tv por assinatura via satélite atuando por aqui.

Read more: http://gps.pezquiza.com/satelite/dish-network-ja-tem-satelite-para-o-brasil/#ixzz2V7O51erJ

sexta-feira, 5 de abril de 2013

NSS7: Satélite para Keys: Chaves e Apontamento

http://www.novasdodia.com/wp-content/uploads/2012/07/IntelSat-Satelite-keys.jpg
DuoSat e Evolutionbox já estao testando suas Keys por esse satelite, se tudo der certo é bem provavel que mude sim! Alguns falavam do Amazonas, mas a verdade é que o Amazonas NUNCA foi uma opção para KEYS.
Se a mudança acontecer é devido ao satelite Hispasat nao cobrir as regioes Norte e Nordeste do 


Brasil, já o NSS7 cobre todo o territorio nacional.
Outra coisa para se lembrar é que o satelite NSS7 nao se chama mais assim desde fevereiro de 2012, agora seu nome é SES 4.
 

Entao são só testes por enquanto e nenhum receptor ou dongle funciona no NSS7/SES4 ainda
Caso queiram testar o apontamento, segue as coordenadas.


DETALHES DO SATÉLITENSS 7/SES 4http://www.ses-worldskies.comBandas:
Banda C e KuPolarização: 36 C, 36 Ku = 72 TranspondersCapacidade: Banda C
Circular e Banda Ku LinearLançamento: 16/04/2002Vida Útil: 15
anosPRINCIPAIS TPS11825 H 2120  TP  DADOS11860 H 35000 TP DADOS11920 H
12443 TP DADOS ( STAR ONE ) PROVAVEL KEYS12159 H 5065


Satelite: SES4 / NSS7 22w
TP’s: 12124 H 2131 / 12157 H 3327
Banda KU


 FONTE

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Satélite Amazonas tem 4 novos canais HD



Foram adicionados mais quatro novos canais HD para a Banda KU doSATÉLITE AMAZONAS
.* * * *Os canais, que estão no transponder das operadoras de tv por assinatura via satélite Vivo TV e Oi TV, que dividem o transponder 11850 Horizontal com Simbol Rate 30000 FEC 3/4 DVB-S2 QPSK Piloto ON, pertencem à Globosat.
* * * *São eles GLOBO News HD, SporTV 2 HD,TELECINE Touch HD e Telecine Cult HD.* --> 
* * *Espera-se que este ano de 2013 seja o ano da revolução HD nas operadoras e que elas ofereçam para o público brasileiro pacotes HD com uma porcentagem relevante de canais em 
alta definição.
Trust Rating
90%
apocalipsye.blogspot.com.br
CloseClose

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Amazonas 3, ja tem Previsão de Lançamento




Tanto o Amazonas 3 quanto o Amazonas 4A são fabricados pela Space Systems/Loral e tem previsão de lançamento para o final deste ano e para 2014, respectivamente.

A Hispamar Satélites, operadora satelital brasileira que integra o Grupo Hispasat, apresenta na Feira SET Broadcast &
Cable 2012 as novidades para o lançamento do Amazonas 3 e a construção do novo satélite Amazonas 4A.
Fabricado pela Space Systems/Loral, sobre uma plataforma LS 1300, o Amazonas 3 conta com 52 transpondes simultâneos, sendo 33 em banda Ku e 19 em banda C, além de 9 spot beams em banda Ka. Com lançamento previsto para os próximos meses, o satélite tem cobertura pan-americana e será o primeiro a oferecer cobertura em banda
Ka de alta capacidade na América Latina. O Amazonas 4A está sendo construído sobre uma plataforma GEOStar-2 e possui 24 transponders em banda Ku com cobertura para toda a América do Sul, com uma potência de 46 à 48,5 dBW em toda a área continental. Seu lançamento está previsto para o início de 2014. Ambos os satélites ficarão localizados na posição orbital 61º Oeste e ampliarão a capacidade da Hispamar e do Grupo no continente americano.
Os executivos da Hispamar estarão presentes no estande da operadora, no qual os visitantes poderão conferir as coberturas e as novas ofertas de aplicações inovadoras tais como broadcast IP, distribuição de conteúdos multicast, serviços ocasionais IP, 3DTV e soluções de banda larga móvel, além dos serviços de transmissão de conteúdo tradicionais.
A companhia também participou do Painel de Satélites e Fibras Ópticas – Contribuição e Distribuição de TV a Nível Global, que aconteceu no dia 21 no Congresso SET  2012. Nele o diretor técnico, Edio Gomes, falou sobre as expectativas do mercado e as estratégias da Hispamar para atender a forte demanda por serviços broadcast para
os próximos anos, nos quais o Brasil sediará grandes eventos esportivos, como a Copa das Confederações de 2013, a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016.

 Fonte: http://www.panoramaaudiovisual.com.br/2012/08/23/hispamar-apresenta-satelites-amazonas-3-e-4a-na-broadcast-cable/

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Mapa de Cobertura - Hispasat 1C/1D/1E (Banda Ku)



BANDA C - BSD Recomenda Antena    BANDA KU - BSD Recomenda Antena
42.0 dBW    110 cm                                 55 dBW    40 cm
42.0 dBW    110 cm                                 55 dBW    40 cm
41.5 dBW    120 cm                                 54 dBW    45 cm
41.0 dBW    130 cm                                 53 dBW    50 cm
40.5 dBW    140 cm                                 52 dBW    50 cm
40.0 dBW    150 cm                                 51 dBW    55 cm
39.5 dBW    160 cm                                 50 dBW    60 cm
39.0 dBW    170 cm                                 49 dBW    60 cm
38.5 dBW    180 cm                                 48 dBW    60 cm
38.0 dBW    190 cm                                 47 dBW    75 cm
37.5 dBW    200 cm                                 46 dBW    80 cm
37.0 dBW    210 cm                                 45 dBW    90 cm
36.5 dBW    220 cm                                 44 dBW    90 cm
36.0 dBW    230 cm                                 43 dBW    100 cm
35.5 dBW    240 cm                                 42 dBW    110 cm
35.0 dBW    250 cm                                 41 dBW    120 cm
34.0 dBW    270 cm                                 40 dBW    120 cm
33.5 dBW    280 cm                                 39 dBW    135 cm
33.0 dBW    290 cm                                 38 dBW    150 cm
32.5 dBW    300 cm                                 37 dBW    180 cm
32.0 dBW    310 cm                                 36 dBW    240 cm
31.5 dBW    320 cm                                 35 dBW    300 cm
31.0 dBW    330 cm                                 34 dBW    355 cm
30.5 dBW    340 cm                                 33 dBW    400 cm
30.0 dBW    350 cm                                 32 dBW    450 cm

Fonte:  http://www.portalbsd.com.br/novo/mapas.php?sat=H1C&id=197

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Mapa de Cobertura - StarOne C2 (Banda C e Ku)





BANDA C - BSD Recomenda Antena    BANDA KU - BSD Recomenda Antena
42.0 dBW    110 cm                                55 dBW    40 cm
42.0 dBW    110 cm                                55 dBW    40 cm
41.5 dBW    120 cm                                54 dBW    45 cm
41.0 dBW    130 cm                                53 dBW    50 cm
40.5 dBW    140 cm                                52 dBW    50 cm
40.0 dBW    150 cm                                51 dBW    55 cm
39.5 dBW    160 cm                                50 dBW    60 cm
39.0 dBW    170 cm                                49 dBW    60 cm
38.5 dBW    180 cm                                48 dBW    60 cm
38.0 dBW    190 cm                                47 dBW    75 cm
37.5 dBW    200 cm                                46 dBW    80 cm
37.0 dBW    210 cm                                45 dBW    90 cm
36.5 dBW    220 cm                                44 dBW    90 cm
36.0 dBW    230 cm                                43 dBW    100 cm
35.5 dBW    240 cm                                42 dBW    110 cm
35.0 dBW    250 cm                                41 dBW    120 cm
34.0 dBW    270 cm                                40 dBW    120 cm
33.5 dBW    280 cm                                39 dBW    135 cm
33.0 dBW    290 cm                                38 dBW    150 cm
32.5 dBW    300 cm                                37 dBW    180 cm
32.0 dBW    310 cm                                36 dBW    240 cm
31.5 dBW    320 cm                                35 dBW    300 cm
31.0 dBW    330 cm                                34 dBW    355 cm
30.5 dBW    340 cm                                33 dBW    400 cm


Fonte: http://www.portalbsd.com.br/novo/mapas.php?sat=SC2&id=212

sábado, 27 de outubro de 2012

Brasilsat B3 será substituido pelo StarOne C3

O satélite Brasilsat B3, lançado em 04 de fevereiro de 1998 com previsão de vida útil de 12 anos, já ultrapassou bem esta previsão e está chegando aos seus últimos dias de atividade.

Originalmente lançado para atender a tv digital via satélite, atualmente ele é usado para transmissão de dados de grupos empresariais e transmissões eventuais de eventos no Brasil.

O Brasilsat B3 conta com 28 transponders em Banda C e ocupa a posição geostacionária 75° W.

Em seu lugar entrará um satélite de tercerira geração do grupo StarOne, o satélite StarOne C3.

O StarOne C3 é equipado com 28 transponders em Banda C e 16 transponders em Banda Ku e deverá ser usado para transmitir pacotes de canais de operadoras de tv por assinatura.

O StarOne C3 também terá uma cobertura de sinal territorial maior que a cobertura do atual satélite, o Brasilsat B3, a cobertura de sinal do StarOne C3 abrangerá toda a Améri ca do Sul, incluindo aí o mar territorial brasileiro com a região do pré sal.

Colômbia, Peru, Bolívia e Equador e os Andes também serão áreas prioritárias para o sinal do StarOne C3.

A StarOne é controlada pela Embratel e administra os satélites StarOne e Brasilsa

Read more: http://gps.pezquiza.com/servicos/brasilsat-b3-sera-substituido-pelo-starone-c3/#ixzz2AXfiotQA

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Anatel aprova norma sobre uso da banda larga via satélite

:: Luís Osvaldo Grossmann
:: Convergência Digital :: 25/10/2012

A Anatel aprovou uma norma sobre o uso da banda Ka por satélites geoestacionários sobre o território brasileiro. O texto preliminar foi aprovado há um ano, quando entrou em consulta pública, e só agora retornou ao Conselho Diretor. Nesse meio tempo, a agência chegou a licitar posições orbitais que utilizarão essa banda.

Segundo o conselheiro Jarbas Valente, relator da norma, a regra é importante porque já no próximo ano pode entrar em operação pelo menos um novo satélite geoestacionário – Amazonas 3, da Hispamar (que é da Oi) – com previsão de uso tanto de bandas C, Ku e Ka.

“É uma banda importantíssima porque promete upload 2 a 8 Mbps e download em até 20 Mbps e cobertura em todo o território nacional, em qualquer área rural”, destacou Valente. Uma das medidas previstas na norma é a separação mínima de 2 graus entre satélites na mesma posição.

Valente lembrou, ainda, que a banda Ka – ou seja, 17,7 a 20,2 GHz (subida) e 27 a 30 GHz (descida) – será utilizada pelos vencedores do leilão realizado pela Anatel este ano para satélites. Star One (Embratel) e Hughes compraram os direitos de uso por, somados, R$ 254,8 milhões.

Outro que promete utilizar a banda Ka é o satélite geoestacionário desenvolvido pela Telebras e o Ministério da Defesa, pois parte da capacidade será voltada para a oferta de conexões à Internet em banda larga.

Fonte: http://convergenciadigital.uol.com.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=32197&sid=8

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Interferencia Solar mes de setembro

 O fenômeno de interferência solar pode ser explicado da seguinte maneira:
 O satélite movimenta-se numa órbita ao redor da Terra que, por sua vez, movimenta-se ao redor do sol. As estações terrenas apontam suas antenas para o satélite, que parece estar fixo em relação à Terra.
 Em duas épocas do ano (em torno de março e setembro), o Sol, em seu movimento aparente no céu, passa por trás do satélite, provocando uma interferência nas antenas das estações terrenas.


 A Star One oferece nesta página as ferramentas de cálculo das previsões de interferência solar para os períodos mencionados acima.
 Os cálculos referem-se à recepção do sinal pelas estações terrenas e podem ser realizados para cada cidade ou para a estação média de um estado. Se você preferir, pode ainda fazer o cálculo das previsões para todos os estados do Brasil.
 No cálculo por estado, a previsão encontrada corresponde ao somatório das previsões para todas as estações do mesmo estado.
 Sendo assim, as interferências de fato observadas (dentro do mesmo estado) devem ocorrer em períodos menores e mais breves do que os previstos. Para enlaces cujas estações estão em localidades diferentes, deve-se atentar para o efeito cumulativo das previsões.
 Caso queira-se maior precisão, pode-se fazer o cálculo para uma dada cidade e depois comparar os valores obtidos com os dados reais. Para um melhor ajuste, altere o valor do parâmetro "Ajuste do ângulo de Interferência" na página de entrada de dados, em passos de +/- 0.01 graus, até que se obtenha um resultado mais próximo da realidade, para o equipamento utilizado na recepção.
 Deve-se lembrar que a interferência não ocorre bruscamente, e sim de forma gradual, de modo que no dia anterior e no posterior ao período previsto pode-se experimentar alguma perturbação. É difícil também determinar se haverá queda completa do sinal ou apenas um aumento do nível de ruído.
 Os estados brasileiros estão identificados pelas suas siglas e nomes correspondentes, e as cidades estão identificadas pelos seus nomes em ordem alfabética, seguidos das siglas dos estados onde estão localizadas.



Calculo por cidade: http://satelites.starone.com.br/int_cidade.php
Calculo por estado: http://satelites.starone.com.br/int_estado.php
Calculo para todo Brasil: http://satelites.starone.com.br/int_brasil.php


Fonte: http://www.starone.com.br

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Satélite Amazonas 1 será desativado ainda este ano

 Satélite Amazonas 1 será desativado height=300
Em meio às notícias de que irá lançar mais dois satélites Amazonas, o Amazonas 4A e o Amazonas 4B, que deverão ocupar a posição orbital dos satélites Amazonas 1 e Amazonas 2, 61°W, conforme anunciamos aqui ontem, a Hispasat também anunciou que ainda este ano vai desativar o satélite Amazonas 1.
 Os planos da Hispasat é lançar até o final deste ano o satélite Amazonas 3, que deverá substituir o satélite Amazonas 1, o qual está chegando ao final de sua vida útil.
Será que as mudanças de satélites Amazonas virão acompanhadas de mudanças de codificação nas operadoras de tv por assinatura que transmitem nos Amazonas?


quarta-feira, 27 de junho de 2012

Vem aí mais dois satélites Amazonas

A Hispasat anunciou que irá lançar mais dois satélites Amazonas que deverão ocupar a posição 61°W, atualmente ocupada pelos satélites Amazonas 1 e Amazonas 2. Para isto a Hispasat firmou parceria com a Orbital Sciences Corporation e as empresas preveêm que o Amazonas 4A, primeiro dos novos satélites Amazonas deverá ser lançado em 2014, o Amazonas 4A terá 24 transponders de 36 Mhz em banda Ku transmitindo com a potência de 46 a 48,5 dbw.

Em 2015 será a vez de lançar o satélite Amazonas 4B, que por enquanto não teve nenhum detalhe maior divulgado, a não ser que a potência do satélite será maior que a do satélite Amazonas 4A, podendo com isto atender a toda a America Latina sem sombras.

Eu disse sem sombras.

 

 novos satélites amazonas
Fonte: http://gps.pezquiza.com/satelite/vem-ai-mais-dois-satelites-amazonas/#ixzz1z3D3HK9H

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Novo satélite para tv digital irá operar ao lado do StarOne C2 ainda em 2012

Ainda neste ano de 2012 um novo satélite deverá ser colocado em orbita para ficar na posição geoestacionária 72°W, exatamente ao lado do satélite StarOne C2.

O satélite é o ARSAT-1, desenvolvido pelos argentinos, e será apenas o primeiro de três satélites que serão lançados pelos nosso vizinhos, outros dois satélite, ARSAT-2 e ARSAT-3 serão lançados no ano de 2013 e ficarão na posição 82°W, ao lado do Brasilsat B4.

O objetivo dos satélites argentinos é servir serviços de telefonia, dados, internet e TV para o território argentino e toda a América do Sul.

A responsável por todas as fases de fabricação e operação dos satélites ARSAT será a INVAP, que irá até mesmo colocar os satélites em órbita e assegurará a qualidade dos serviços prestados através dos ARSAT.

Fonte: http://gps.pezquiza.com/satelite/novo-satelite-para-tv-digital-ira-operar-ao-lado-do-starone-c2-ainda-em-2012/#ixzz1yloosugF